Quem disse que bebê não gosta de ir ao dentista?

Muito importante é a criança se acostumar com o ambiente do consultório e fazê-lo de uma forma bem lúdica e divertida.
Esta mesma criança, será no futuro, um adulto sem problemas dentais mais sérios, por que sempre irá as consultas com tranquilidade, fazer as prevenções adequadamente e quando precisar, deixará fazer algum tratamento. Com certeza!
Criança sem medo de dentista é um adulto sem problemas bucais.
Pense nisso!

Perda dos dentes impacta na convivência social

Com o acesso às informações sobre prevenção de doenças e o aumento da tecnologia nos tratamentos, os brasileiros estão conseguindo aumentar a expectativa de vida. Mas a saúde bucal é um fator importante no processo de envelhecimento e na boa forma de pessoas de mais idade. Importante são os hábitos de higiene que cultivamos ao longo da vida.

A falta de dentes impacta além da pronúncia das palavras, o desconforto estético e da mastigação incorreta. Tudo isso afeta a comunicação oral além de gerar uma baixa na auto-estima do indivíduo.

Apesar da produção anual de próteses não ultrapassar 500 mil unidades, somos 7 milhões de brasileiros com idade entre 65 e 74 anos que precisam de próteses dentária (fonte: Ministério da Saúde).

São feitas próteses móveis (dentadura) e fixas. Quando se trabalha com implantes dentários, as próteses fixas são mais comuns, devido a segurança que geram e a comodidade.

Com o avanço da tecnologia dos implantes, a recuperação da segurança e auto-estima é mais rapidamente recuperada.

Fonte: Bem Estar e ClinicaMQ

Famosos aderem ao Piercing Bucal

Esta matéria foi exibida no site da Folha – UOL em 2009.

Dr. Maurício Querido foi entrevistado para falar sobre o uso do piercing bucal. Um body piercing também foi entrevistado. O interessante desta matéria, é que o profissional explica os riscos que o indivíduo tem ao colocar o piercing bucal e o body piercing diz que não tem risco.

Vale ressaltar que existe sim riscos da saúde. Existem também inúmeros trabalhos científicos comprovando que o uso do piercing, seja onde for, causa alteração celular, transformando estas células em potenciais cancerígenas. Trabalhos mostram que 100% sofrem esta alteração. Não que a pessoa vá ter o câncer, mas a alteração celular, eleva este risco.

De qualquer forma, é importante expor o que realmente pode acontecer (quebra de dentes, retração gengival, perda dental). A informação séria, correta deve ser levada ao conhecimento de todos. Cabe ao indivíduo decidir o que vai fazer.

Deixe seu comentário ou sugestões. Agradecemos

 

Qual a ligação do mau hálito com aparelhos intraorais?

Agora falamos da halitose em quem usa aparelhos móveis, próteses, placas, entre outros. Como algumas pessoas tem dificuldades de higienizar, vamos dar algumas dicas e explicações para ajudar a evitar o mau hálito.
Existem vários tipos de dispositivos intraorais; contenções móveis ortodônticas, placas miorrelaxantes, aparelhos para apnéia do sono e ronco, próteses totais e parciais, enfim, vários modelos.
Se houver falhas na higienização, estes dispositivos serão os responsáveis pelo mau hálito, por causa da placa bacteriana aderida à ele.
Só com medidas simples qualquer um pode evitar o mau cheiro.
São estas nossas dicas:
-Guardá-los em estojo quando não os estiver usando;
-Escová-los com uma escova de dentes durante a sua escovação normal dos dentes;
-Quando possível, evitar comer com o dispositivo, pois ficará mais difícil limpá-lo;
-Alguns dispositivos são usados para auxiliar na alimentação;
-Deve-se deixar o dispositivo imerso em água oxigenada, bicarbonato e hoje facilmente encontrada em farmácias, as pastilhas especiais. Lembre-se sempre enxaguar o dispositivo antes de imergir na solução.
-Pra quem pode, um pequeno aparelho de ultrasson ajuda a remover as sujeiras incrustadas;

Lembre-se sempre:
Para manter um hálito e saúde saudável, utilize dispositivos intraorais limpos.
Dispositivos Intraorais não duram para sempre, siga as instruções de seu dentista quanto a manutenção dos mesmos.

Um abraço
DrQuerido

Já viu alguém bocejar e a boca não fechar mais?

Pois é isso mesmo.

Luxação de ATM (Articulação têmporo mandibular).

As pessoas que tem probleams de ATM, correm este risco. Ao abrir demais a boca, pode ter um deslocamento do côndilo (cabeça da mandíbula) que se desloca para frente e não volta mais.

Para que volte, somente uma outra pessoa poderá fazer o movimento correto para voltá-la ao lugar.

O movimento é razoavelmente fácil, caso alguém tenha que socorrer alguém. Vamos explicar:

Fique de frente para a pessoa. Posicione os dedos polegares ao longo da mandíbula e sobre os dentes molares inferiores (da mandíbula). Os outros dedos e palma da mão devem ficar apoiando o corpo da mandíbula e base da mandíbula, estabilizando e firmando tudo para realizar o movimento. Com um movimento para frente, pra baixo e depois para trás, recolocando a mandíbula em posição.

Importante: Use uma toalha, ou alguma proteção para os seus dedos. Muitas vezes a força da mandíbula quando volta é tão violenta que você pode levar uma bela mordida e se machucar.

Veja um vídeo, onde também utilizam uma muralha de palitos para “relaxar”, estender a musculatura.

Espero nunca precisarem fazer isso, mas se precisar….

Dr. Querido

Qual a escova de dentes ideal?

Com tantas opções no mercado e cada dia uma novidade na mídia dizendo quantos porcento de melhora na higienização e etc … claro que ficamos “doidos” com tanta informação. Qual a escova de dente ideal?

O conceito da escova ideal deve estar em nossas cabeças. A escova ideal deve ter a cabeça (parte ativa, das cerdas) ideal para o tamanho da sua boca. Em geral deve ser pequena para alcançar todos os cantos da boca.

Agora, vocês sempre devem escolher a escova que tenha as cerdas ultra macias ou extra macias. Isto por que a escovação deve ser realizada massegeando-se a gengiva. Desta forma não irão criar feridas nem retrações gengivais.

As escovas dentais precisam ter as cerdas de pontas arredondadas e polidas, como na imagem abaixo. Desta forma elas também não irão criar feridas na sua gengiva. Vocês estão se perguntando: “Como vou saber se as cerdas são arredondadas e polidas?”. C não vão, mas com certeza essas cerdas são encontradas em escovas dentais de marcas conhecidas. As melhores marcas.

Somente com estes pequenos detalhes, vocês já terão um bom cuidado com sua higiene oral e com sua gengiva.

Clareamento Dental sem orientação profissional

Muitos produtos para clareamento dental caseiro são vendidos livremente em algumas lojas. Os valores variam de R$ 100 a R$ 200 e parecem muito simples de se usar. Parecem ser inofensivos.

Mas não são! Você realmente acredita que produtos como esses vendidos são tão milagrosos assim?

A indicação do tipo de gel, sua concentração e forma de usá-lo só com indicação profissional. Somente um profissional poderá te dar toda a segurança para que obtenha o resultado esperado sem te causar nenhum dano maior.

Pode parecer mentira, mas vou contar um episódio verídico. vamos chamar a “personagem” de Heloisa.

Pois bem. Heloisa assistiu um comercial de gel clareador na televisão, foi convencida que seria muito fácil fazer o clareamento sem ter que pagar aquele valor alto para um profissional. Ligou no fone indicado, recebeu em casa e começou a usar. Fez a moldeira como indicado no manual (obviamente a moldeira não tinha adaptação nenhuma) e colocou o gel. Como já tinha ouvido que era para usar a noite toda, Heloisa foi se deitar com a moldeira e o gel. No dia seguinte, acorda com dores na gengiva. Remove as placas com o gel e vê que sua gengiva estava toda queimada, vermelha, inflamada e o dente não tinha clareado nada, e pior teve manchas (reversíveis) nos dentes.

O que aconteceu? Concentração de gel inadequada, moldeira mal adaptada, tipo de gel com indicação errada, enfim. O barato saiu caro, muito mais caro. Não digo só em $, mas principalmente em saúde.

Esta história é verídica como outras muito parecidas. Não faça parte de uma história com final triste.

Cuide com carinho de seu sorriso. Ele é seu cartão de visitas.

Compartilhe:

Quando nascem os dentes de leite…

É importante que os pais conheçam a cronologia da erupção dos dentes das crianças, a fim de saberem quando nascem os dentes de leite e melhor avaliarem o desenvolvimento de sua dentição.Quando nascem os dentes de leite

No entanto, as idades em que irrompem (nascem) tanto os dentes decíduos (dente de leite) quanto os permanentes, varia muito. Diferenças de até um ano, como aqui relatado, podem estar dentro da normalidade e individualidade da criança.

Importante salientar que a idade cronológica da criança pode não coincidir com a idade biológica gerando algumas diferenças entre uma e outra criança.

As meninas normalmente tem o desenvolvimento biológico mais precoce que os meninos.

Quando houver uma diferença de mais de 6 meses para a erupção de um dente, é recomendável que se procure um especialista.

A erupção dos primeiros dentes decíduos, os Incisivos Centrais inferiores, pode ser esperada em redor dos 7 meses de idade, imediatamente a seguir os Incisivos Centrais superiores e depois os Incisivos laterais. Há relatos de crianças que já nascem com os Incisivos Centrais.

Aos quatro anos a criança deverá estar com todos os dentes decíduos erupcionados. Dentição decídua completa, que permanece assim até por volta dos 6 anos de idade, quando nasce o primeiro molar permanente, e inicia-se a dentição mista

Primeira Dentição – Dentes de Leite
Erupção – Nascimento
Incisivos Centrais
Incisivos Laterais
Caninos
1º Molar
2º Molar
Dentes Superiores
8 meses
10 meses
20 meses
16 meses
29 meses
Dentes Inferiores
6 meses
9 meses
18 meses
16 meses
27 meses
Esfoliação – Queda
Incisivos Centrais
Incisivos Laterais
Caninos
1º Molar
2º Molar
Dentes Superiores
7-8 anos
8-9 anos
11-12 anos
10-11 anos
11-12 anos
Dentes Inferiores
6-7 anos
7-8 anos
9-10 anos
10-11 anos
11-12 anos
Dentição Permanente
Erupção – Nascimento
Incisivos Centrais
Incisivos Laterais
Caninos
1º Pré-Molar
2º Pré-Molar
1º Molar *
2º Molar
3º Molar
Dentes Superiores
7-8 anos
8-9 anos
11-12 anos
10-11 anos
10-12 anos
6-7 anos
12-13 anos
17-30 anos
Dentes Inferiores
6-7 anos
7-8 anos
9-11 anos
9-11 anos
10-12 anos
6-7 anos
11-12 anos
17-30 anos

Assista ao vídeo demonstrativo da formação e erupção dos dentes.

Deixe seu comentário ou sua pergunta.

Um abraço. Dr. Luiz Eduardo Ricciarelli

Como fazer para seu filho parar de chupar os dedos?

Olá.

Seu filho(a) está chupando os dedos?

Sabia que crianças que chupam os dedos podem estar tentando aliviar algum estresse?
Mas este hábito pode causar problemas dentários e da fala, se não for interrompido no momento em que os dentes permanentes estiverem surgindo.
Seu filho(a) poderá receber criticas por seus coleguinhas por isso, e vale a pena trabalhar a questão antes que se torne um problema maior.

- Espere até que seu filho(a) esteja maiorzinho(a). Muitas crianças chupam os dedos ou as mãos como uma extensão natural da sucção, necessidade que eles tinham na primeira infância. A maioria das crianças supera o hábito por volta dos quatro anos.

- Comece a trabalhar o problema antes que os dentes permanentes apareçam.
- Pode ser útil estabelecer um sistema de recompensa: usando adesivos e um gráfico ou calendário, a criança é recompensada de acordo com o tempo que está livre do hábito.
- Ofereça atividades que mantenham as mãos ocupadas: giz de cera (ou lápis) e papel, bolas ou brinquedos macios para mexer, modelos e quebra-cabeças para trabalhar.
- Tente manter seu filho(a) conversando, o que torna difícil ficar com os dedos na boca.
- Incentive seu filho(a) a parar, lembrando-o(a) de que ele(a) já está “mocinho(a)”, e que as crianças grandes não precisam chupar os dedos.
- Explique a seu filho(a), em termos simples, porque é importante que esse hábito desapareça, e peça-lhe para sugerir algumas soluções possíveis. Idéias criativas poderão surgir.
-Os grandes problemas de oclusão, fonação, dicção, ATM, dificuldade de se alimentar, vem do mau desenvolvimento da arcada. Por causa da criança ficar com os dedos ou a mão na boca, isto provoca a chamada “mordida aberta”.
- Peça ao odontopediatra para ter uma conversa com seu filho(a), se você achar que pode ajudar.

Um abraço

DrQuerido

 

Já passei da idade. Vale a pena tratar meus dentes?

Como alguns sabem, trato de pacientes com as idades mais “avançadas”. E quase sempre ouço uma mesma frase “Com a minha idade doutor, você acha que vale a pena eu investir em dentes novos?” Pois eu digo sempre que sim! Minha colega e amiga Andréa Cury e eu já tratamos pacientes com mais de 84 anos. E foi esta paciente de 84 anos que na época me ensinou  a resposta para esta pergunta. ela me disse “O pouco de vida que me resta eu quero viver o melhor possível!” Grande lição pra mim que procuro passar para todos que por um momento não conseguem enxergar o que têm ainda de bom para viver. É aquela velha história do copo de água pela metade. Basta olharmos ou ajudarmos as pessoas enxergarem que aquele meio copo de água significa que o copo está quase cheio e não quase acabando. Temos que olhar positivamente para todas as coisas que nos rodeiam. Agora imaginem ter dificuldade para se alimentar? deve ser muito ruim.

Não se esqueçam. A SAÚDE COMEÇA PELA BOCA!